Ligação Direta - Notícias
Salvador, 22 de Agosto de 2017

Vitória vacila e perde para o Paraná no Barradão

Foto: Mauricia da Matta / EC Vitória

 

Após eliminar o Bahia da Copa do Brasil, quis o destino que mais um clube baiano estivesse no caminho do Paraná. E em pleno estádio do Barradão, o time paranaense venceu por 2 a 0 e abriu uma larga vantagem para o jogo de volta na Vila Capanema.

Com a ausência de José Welison e Kieza, machucados, o Vitória entrou em campo com Bruno Ramires e André Lima no lugar dos desfalques. E foi do rubro-negro a primeira grande chance de perigo. Aos 8′, em bola levantada por Patric na área do Paraná, o goleiro Léo saiu mal e Kanu completou para as redes, mas o auxiliar já havia marcado o impedimento para a frustração para o torcedor rubro-negro.

Com uma postura defensiva na primeira etapa, a equipe visitante tentou segurar o ímpeto do Vitória, principalmente com as investidas de David pelo lado esquerdo. E em jogada da cria da base rubro-negra, que buscou a linha de fundo e cruzou, André Lima sozinho cabeceou para fora e perdeu grande chance de abrir o placar.

Uma das máximas do futebol, “quem não faz toma”, acabou se mostrando verdadeira ao fim do primeiro tempo. Após um festival de chances perdidas pelo Vitória, o zagueiro Airton aproveitou a cobrança de escanteio e colocou o Paraná na vantagem  aos 48′ da primeira etapa

Segundo Tempo – Buscando mais ofensividade e o encaixe na finalização, o técnico Argel Fucks promoveu a entrada do atacante Pineda no lugar de Cleiton Xavier logo aos 6′ da segunda etapa. Sem conseguir penetrar a defesa paranaense, o Leão pecou no último passe e não esteve perto do empate durante toda a primeira metade da etapa final.

Após a entrada do garoto Jhemerson no lugar do meia Gabriel Xavier, o Vitória teve sua melhor chance no jogo. Patric avançou pela direita e fez passe por cima para Pineda, que ganhou do marcador dentro da área e bateu cruzado sem que ninguém aparecesse para completar. No abafa, Argel colocou mais um atacante, Paulinho, no lugar do volante Bruno Ramires, mas o tiro saiu pela culatra.

Exposto defensivamente, o Vitória abriu espaço para os contra-ataques. E aos 43′, em descida de Diego Tavares, Guilherme Biteco apareceu livre na segunda trave para marcar o gol e completar a festa paranaense em terras baianas. Por reclamação após o gol, Paulinho ainda foi expulso.

Na saída de campo, o volante William Farias parabenizou a equipe visitante e lamentou as oportunidades perdidas pelo time. “Acho que a gente está jogando com uma equipe que é qualificada. Hoje todo mundo viu que a gente ficou aquém do que vinha jogando, do que vinha se dispondo a jogar e a marcar, mas não podemos tirar os méritos do adversário, que foi bem”, afirmou

Vitória e Paraná voltarão a se enfrentar no próximo dia 19 de abril na Vila Capanema. A equipe paranaense pode perder por um gol de diferença que ficará com a vaga para as oitavas de final da Copa do Brasil.

(BA.ba) (AF)

Postado em 14 de Abr 2017 as 05 : 00 : 00

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados