Ligação Direta - Notícias
Salvador, 22 de Junho de 2017

Começam as negociações para saída do Reino Unido da União Europeia

As negociações sobre a retirada do Reino Unido da União Europeia começaram na manhã desta segunda-feira (19), segundo a France Presse. O negociador europeu afirmou que espera as discussões sejam construtivas com o Reino Unido. Já o negociador britânico propõe uma relação "forte e especial" com o bloco europeu mesmo após o Brexit.

"Acredito que todo o processo levará a uma resolução feliz, que pode ser alcança com honra e benefício para ambas as partes", disse o chanceler britânico Boris Johnson antes da reunião de ministros das Relações Exteriores do bloco em Luxemburgo.

As declarações de Johnson foram concedidas antes do início formal das negociações em Bruxelas entre o ministro britânico para o Brexit, David Davis, e o principal negociador europeu, Michel Barnier.

Quase um ano depois da vitória do Brexit em um referendo no Reino Unido e 82 dias após a notificação oficial por Londres, as duas parte iniciam as complicadas negociações de um divórcio, previsto para tornar-se efetivo em março de 2019.

O Reino Unido deseja discutir de modo paralelo o futuro marco legal das relações com a UE, que poderia incluir um acordo de livre comércio, mas os europeus descartam falar sobre o pós-Brexit antes de avançar em suas prioridades no processo de separação: o valor a ser pago por Londres e os direitos dos cidadãos europeus em território britânico.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, chega fragilizada às negociações depois de perder a maioria absoluta em uma eleição legislativa antecipada, convocado justamente para tentar reforçar sua posição nas negociações do Brexit.

Prioridades

A prioridade nas negociações deve ser proteger os empregos e o crescimento, afirmou na semana passada o ministro-britânico de Finanças, Philip Hammond.

"Agora que nos dispomos a iniciar as negociações, a minha opinião e - acho - da maioria das pessoas do Reino Unido é que devemos dar prioridade à proteção dos empregos, do crescimento econômico e da prosperidade", declarou Hammond.

O ministro britânico também comentou sobre a prevalência da posição favorável a um Brexit "brando".

Os partidários de um Brexit brando (soft Brexit) desejam a manutenção de um acesso para o Reino Unido ao mercado único e não querem ouvir falar de uma saída do bloco sem acordo, como deram a entender durante a campanha vários políticos britânicos.

Fonte: G1

Postado em 19 de Jun 2017 as 08 : 21 : 00

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados