Ligação Direta - Notícias
Salvador, 19 de Abril de 2018

Enquanto Venezuela entra em colapso, as crianças estão morrendo de fome

 

Primos de Kenyerber Aquino olham o caixão com o corpo do menino que morreu de desnutrição

 

Primos de Kenyerber Aquino olham o caixão com o corpo do menino que morreu de desnutrição

 

Kenyerber Aquino Merchán tinha quase 1 ano e meio quando morreu de fome.

Seu pai saiu antes do amanhecer para trazê-lo do hospital. Ele levou o corpo esquelético do menino para a cozinha e o entregou a um profissional que atende em casa as famílias venezuelanas que não têm dinheiro para funerais.

A coluna e as costelas se projetavam quando as substâncias de embalsamamento foram injetadas. As tias afastavam os primos curiosos, amigos chegavam com flores dos morros próximos e parentes cortaram um par de asas de papelão de uma das caixas de alimentos distribuídas pelo governo, das quais as famílias dependem cada vez mais, devido à escassez de comida e ao disparo dos preços no país.

Elas delicadamente colocaram as asas sobre o caixão de Kenyerber para ajudar sua alma a chegar ao paraíso —uma tradição quando morre um bebê na Venezuela.

Quando o corpo da criança finalmente ficou pronto para ser velado, seu pai, Carlos Aquino, um trabalhador da construção de 37 anos, começou a chorar descontroladamente. "Como isso aconteceu?", ele chorava e segurava o caixão, falando delicadamente como que para confortar o filho. "Seu papai nunca mais o verá."

Folha /// A F ////

 

Postado em 23 de Dez 2017 as 21 : 00 : 00

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados