Ligação Direta - Notícias
Salvador, 19 de Outubro de 2018

Frio recorde mata ao menos 11 pessoas em 24 horas nos Estados Unidos

Crédito: AFP

A onda de frio que bate recordes históricos e atinge os Estados Unidos há alguns dias causou a morte de pelo menos 11 pessoas nas últimas 24 horas.

De acordo com a imprensa local, as mortes foram motivadas pelas baixas temperaturas provocadas por uma massa de ar do Ártico que atinge a maior parte do país. No total, cinco pessoas morreram no estado de Wisconsin, quatro no Texas – sendo dois moradores de rua -, uma em Dakota Norte e outra no Missouri.

O Serviço Nacional do Clima emitiu alertas para a sensação térmica, já que estão previstas temperaturas perigosamente baixas no leste de Montana e por todo o meio-oeste até o litoral do Atlântico e o nordeste, seguindo ao sul.

“A massa de ar do Ártico continuará forte sobre o leste do país até o final da semana”, afirmou através do Twitter o Serviço Nacional de Meteorologia (NMS), ressaltando que haverá fortes chuvas e nevascas.

Diversas escolas de Iowa, Massachusetts, Indiana, Ohio e Carolina do Norte cancelaram ou adiaram o início das aulas, já que se espera que os termômetros atinjam entre -11ºC e -17 ºC, algo muito abaixo do normal, em toda a metade leste dos EUA.

Além disso, o frio causou o congelamento de lagos, tanques, margens de rios e piscinas privadas, e fez nevar no Texas e Flórida, onde o fenômeno raramente acontece.

Nos últimos dois dias de 2017, ao menos três pessoas morreram. A baixa temperatura também provocou o cancelamento de algumas comemorações de Ano Novo.

No estado da Geórgia, o governador, Nathan Deal, declarou estado de emergência para 28 condados devido às correntes frias.

Na região de Massachusetts, três tubarões foram retirados de uma praia de Brewster pela ONG Atlantic White Shark Conservancy, que postou nas redes sociais imagens dos animais congelados.

(ANSA) // AO

Postado em 04 de Jan 2018 as 12 : 54 : 00

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados