Ligação Direta - Notícias
Salvador, 04 de Dezembro de 2020

Medrado quer saber: "Por que não se faz uma CPI do Metrô de Salvador"

Sobre o cartel do Metrô de São Paulo, onde seis executivos de empresas se tornaram réus na Justiça do estado e que as empresas fizeram um acerto para evitar a concorrência na licitação por meio de consórcio, o radialista Marcos Medrado, da Rádio Nova Salvador FM (92,3), comentou que parte dessas empresas participaram da licitação do Metrô de Salvador: "Uma empresa aqui em Salvador foi a ganhadora. Ela foi forçada a sair e ficou a segunda colocada. Só aí já tem uma bolada de R$100 milhões de reais de valor cobrado a mais" e questionou por que não se faz uma CPI do Metrô de Salvador, afirmando que "com esse negócio aí dos trens de São Paulo é capaz de que alguém" na Câmara Municipal de Salvador ou da Assembléia Legislativa da Bahia queira fazer "por que são as mesmas empresas e tem indícios de corrupção e maladragem colocadas pelo Tribunal de Contas". 
Lembrando que foi vice de Antonio Imbassahy, Marcos Medrado disse que o ex-prefeito é um homem limpo, não deve temer. Medrado lembrou que "já que o Tribunal de Contas da União calcula um desvio de mais de R$110 milhões", porque que Paulo Câmara (Presidente da Câmara Municipal de Salvador), porque que Marcelo Nilo (Presidente da Assembléia Legislativa da Bahia) não faz essa CPI do Metrô de Salvador. O radialista finalizou esse assunto, dizendo que "queria ver se o Ministério Público cria coragem e vai investigar esse metrô de Salvador" e "até falar em programa de rádio só o 'Ligação Direta' fala"

 

Postado em 26 de Jun 2015 as 13 : 16 : 00

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados