Ligação Direta - Notícias
Salvador, 16 de Agosto de 2018

PRF e MP deflagram Operação Estanque de combate a adulteração de combustíveis

Pessoas flagradas na Operação Estanque passaram por exame de corpo de delito no IML de Teresina.  (Foto: Lorena Linhares/G1)

ezesseis pessoas foram presas na manhã desta quarta-feira (23), na Operação Estanque, que tem o objetivo de desarticular um grupo suspeito de adulterar combustíveis no Piauí. Segundo a Polícia Rodoviária Federal do Piauí e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Piauí, foram expedidos 23 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão. Até as 9h40, 16 pessoas foram presas e ainda não há detalhes sobre o material apreendido. 

Segundo a PRF, havia participação de distribuidoras e transportadoras de combustíveis que saíam de São Luís (MA) para Teresina. A adulteração acontecia, segundo a PRF, tanto nas transportadoras quanto no momento da entrega para os postos. Não há ainda confirmação da participação dos donos de postos no esquema. Os envolvidos misturavam água à gasolina para o produto "render" mais.


A força-tarefa é formada por membros do Gaeco, agentes da PRF, representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT/PI) e da Agência Nacional do Petróleo (ANP). As investigações iniciaram depois que a Polícia Rodoviária Federal recebeu denúncias de transporte irregular de combustível, com possíveis adulterações na gasolina, inclusive com mistura de água.

Além do transporte irregular e adulteração, a PRF recebeu também denúncias do uso de rebites por condutores, assim como o desrespeito às leis trabalhistas. A droga é utilizado comumente por caminhoneiros por conta do efeito estimulante, que inibe o sono permitindo que dirijam por longos períodos sem dormir, aumentando o risco de acidentes.

As denúncias foram encaminhadas ao Gaeco, que iniciou as investigações sobre o transporte e a distribuição de combustível, confirmando a ocorrência de diversos crimes, como associação criminosa, furto e crimes contra a ordem econômica, tributária e ambiental.

O MP-PI informou que às 11h os membros da força-tarefa concederão entrevista coletiva, na sede do Gaeco.

PRF fiscalizou locais suspeitos de adulteração de combustíveis. (Foto: Divulgação/PRF)

G1 // AO

Postado em 23 de Mai 2018 as 12 : 36 : 00

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados