Ligação Direta - Notícias
Salvador, 08 de Dezembro de 2019

Após licitação de carros, Tribunal de Justiça da Bahia lança edital de R$ 22 milhões para terceirização de motoristas

 

Resultado de imagem para fotos da sede do tribunal de justiça da bahia

 

Após abrir licitação para comprar 80 novos carros para representação oficial para desembargadores  o Tribunal de Justiça da Bahia  também se prepara para a contratação de motoristas.

O valor do contrato, com uma empresa terceirizada, poderá chegar a R$ 22 milhões por um ano, com aportes mensais de R$ 1 milhão e 800 mil reais conforme cotações de mercado. O valor é o máximo que o tribunal poderá gastar com a terceirização do serviço.

O serviço de motorista, gradualmente, é terceirizado no Tribunal. Anteriormente, a carreira de motorista integrava o quadro do funcionalismo público do tribunal que chegam a ganhar R$ 38 mil por mês .

A licitação aberta nesta semana estabelece que a prestação do serviço será realizada nas diversas unidades do Poder Judiciário baiano, inclusive, servindo aos desembargadores da Corte. 

Os serviços serão para transporte de magistrados, servidores, de materiais, cargas e documentos, entre outras demandas do tribunal. A empresa vencedora da licitação deverá disponibilizar motoristas para atender a frota do tribunal, que atualmente é composta por 150 veículos. Do total de veículos, 60% são para representação oficial e 40% para serviços, entre carros utilitários e caminhões, por exemplo.

O edital não explicita a quantidade exata de funcionários que poderão ser contratados. O salário dos motoristas terceirizados será de R$ 2,5 mil, com possibilidade de pagamento de horas extras de valor máximo de R$ 1 mil.

O pagamento de horas extras somente ocorrerá se houver necessidade e com autorização prévia do tribunal. A empresa vencedora também deverá arcar com os custos de possíveis multas e quaisquer prejuízos causados à frota.

Os motoristas ainda deverão manter os veículos em perfeitas condições de conservação, limpeza e segurança, deverão inspecionar os carros, verificando os níveis de combustíveis, óleo, água entre outros.

O serviço será prestado de segunda a sexta-feira, com carga horária semanal de 44 horas. Ao fim do expediente, os veículos deverão ser recolhidos para as garagens das unidades judiciárias. Quando houver viagens para o interior, as despesas de estadia dos motoristas deverão ser custeadas pela empresa vencedora da licitação.

 

BNotícias //// Figueiredo 

Postado em 17 de Jul 2018 as 05 : 17 : 21

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados