Ligação Direta - Notícias
Salvador, 20 de Setembro de 2018

Número de mortos em tragédia de Gênova sobe a 38

Ao menos 38 pessoas morreram no desabamento de um viaduto em uma rodovia em Gênova, norte da Itália, de acordo com um balanço atualizado divulgado pelo ministro do Interior, Matteo Salvini.

“Comprovamos a morte de 38 pessoas e temos vários desaparecidos”, afirmou Salvini.

Mais cedo, no Twitter, o ministro informou que entre as vítimas fatais da tragédia de Gênova estavam três crianças de 8, 12 e 13 anos.

As equipes de resgate continuam trabalhando sem descanso em busca de sobreviventes sob os escombros do viaduto e nos veículos que caíram de uma altura de 50 metros.

Durante a noite, os bombeiros retiraram mais corpos dos escombros da ponte, informou à AFP Emanuele Gissi, um dos comandantes da corporação.

“Todos os espaços vazios acessíveis foram explorados. Agora seguimos para os escombros maiores com duas gruas gigantes”, completou.

“Não sabemos se existem sobreviventes, mas nosso trabalho é continuar procurando”, disse Gissi.

Após a chegada reforços, quase 400 bombeiros profissionais trabalham no local da tragédia.

Trinta e cinco automóveis e três caminhões caíram no vazio quando parte do viaduto desabou na manhã de terça-feira, informou o Serviço de Proteção Civil.

Ao mesmo tempo, as autoridades italianas não esconderam a revolta com uma tragédia que poderia ser evitada. O governo anunciou que contempla revogar o contrato de concessão da empresa que administra a rodovia de Gênova.

“Para começar, os diretores da ‘Autostrade per l’Italia’ devem pedir demissão. E como aconteceram falhas graves, iniciamos os procedimentos para uma eventual revogação das concessões e para infligir até 150 milhões de euros de multa”, anunciou no Facebook o ministro das Infraestruturas e Transportes, Danilo Toninelli.

AFP // ACJR

Postado em 15 de Ago 2018 as 09 : 51 : 53

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados