Ligação Direta - Notícias
Salvador, 12 de Dezembro de 2018

Em um ano, Policlínica de Guanambi realiza mais de 45 mil atendimentos

Em um ano, Policlínica de Guanambi realiza mais de 45 mil atendimentos

Inaugurada há um ano, no dia 24 de novembro de 2017, a Policlínica Regional de Saúde do Alto Sertão, instalada em Guanambi, vem sendo avaliada positivamente pelos usuários dos serviços da unidade. Já foram realizados mais de 45 mil atendimentos nesse período. Além dos pacientes, prefeitos e secretários municipais de saúde dos 22 municípios que compõem o consórcio de saúde também têm considerado o serviço com boa qualidade.

Para entrega da policlínica foram investidos R$ 24 milhões. A manutenção mensal da unidade é dividida entre Estado, responsável por 40%, e os municípios consorciados, que rateiam os 60% restantes. “A abertura da unidade em Guanambi foi um dos passos para a descentralização da saúde na Bahia”, afirma o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas. Ele acrescenta que a policlínica presta um serviço ambulatorial especializado de forma humanizada, conforme todas as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS).

A gestão das unidades é feita de forma conjunta, entre o Governo do Estado e os Consórcios de Saúde formados pelos municípios da região interessados em dividir os custos com a assistência à população. O atendimento é agendado pelas secretarias municipais e quem vive fora do município em que foi construída a policlínica conta com micro-ônibus com ar-condicionado, que faz o traslado todos os dias, gratuitamente, para levar o paciente do município até a unidade e depois retornar para casa.

A unidade beneficia cerca de 480 mil moradores de Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Igaporã, Iuiu, Jacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Riacho de Santana, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi.

Além da policlínica instalada em Guanambi, outras sete já estão em funcionamento. Ao todo, as oito unidades inauguradas na Bahia entre final de 2017 e primeiro semestre de 2018, somam mais de 250 mil atendimentos a cidadãos das regiões de Guanambi, Jequié, Irecê, Alagoinhas, Feira de Santana, Valença, Santo Antônio de Jesus e Teixeira de Freitas. Outras 11 unidades estão em construção e a média de investimento do Governo do Estado em cada unidade é de R$ 25 milhões.

Todas as policlínicas estão preparadas para oferecer exames como colonoscopia, eletrocardiograma, endoscopia digestiva alta, ergometria, holter, mamografia, raio x, ressonância magnética com contraste e tomografia, entre outros. As equipes médicas são formadas por até 18 profissionais, divididos em especialidades como: angiologista, cirurgia-geral, endocrinologia, gastroenterologia, ginecologia, mastologia, oftalmologia, neuropediatria, ortopedia, pneumologia, reumatologia. São feitos ainda pequenos procedimentos como vasectomia e tratamento do pé diabético.


Novas policlínicas

As outras policlínicas funcionam em Guanambi, Irecê, Jequié, Feira de Santana, Alagoinhas, Santo Antônio de Jesus e Valença. Estão em construção as unidades em Barreiras, Juazeiro, Paulo Afonso, Senhor do Bonfim, Jacobina, Vitória da Conquista, Itabuna, Simões Filho, Ribeira do Pombal, São Francisco do Conde e duas em Salvador, sendo uma no bairro de Escada e outra em local que ainda será definido. O plano do Governo do Estado até 2022 é construir mais quatro policlínicas em cidades a serem definidas. A média de investimento em cada unidade é de R$ 25 milhões.
 

Secom // AO

Postado em 26 de Nov 2018 as 12 : 19 : 00

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados