Ligação Direta - Notícias
Salvador, 22 de Setembro de 2019

Funcionário do Detran é preso em Operação da PRF e MP-BA; busca e apreensão foram feitas na Transalvador

 

[Funcionário do Detran é preso em Operação da PRF e MP-BA; busca e apreensão foram feitas na Transalvador]

 

Um funcionário do Departamento Estadual de Trânsito do Estado da Bahia (DETRAN) foi preso no decorrer da Operação Freio de Arrumação realizada pelo Ministério Público da Bahia e a Polícia Rodoviária Federal. A prisão, em Salvador, ocorreu na manhã desta quinta-feira (12) no correspondente do Detran localizada no Auto Shopping, localizado na avenida Paralela.

A informação foi confirmada durante coletiva realizada na manhã desta quinta, na sede do MP, em Nazaré. "Ele tinha a função de acessar o sistema e validar os documentos todos de transferência, de vistoria, de CNH, tinha acesso central de registro', disse a promotora de Justiça Ana Emanuela Meira, coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco).

O nome do servidor não foi divulgado pela promotora. Ele foi ouvido na sede do MP e ficará em prisão temporária.

De acordo ainda com a promotora, o esquema acontecia há aproximadamente dois anos, mas as investiações foram iniciadas nos últmo meses após denúncia. 

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão na sede da Transalvador, órgão de trânsito da prefeitura de Salvador.

Também foram feitas operações nos seguintes estados: Amazonas, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Acre. Mais de R$ 600 mil reais em espécie foram apreendidos no Paraná.

Mais 14 mandados de prisão foram cumpridos no Rio de Janeiro, Paraná e Minas.

O objetivo da operação nacional é combater crimes contra a Administração Pública praticados por servidores públicos e particulares, dentre eles crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, Peculato eletrônico, participação em organização criminosa, associação criminosa, fraude à licitação, lavagem de dinheiro, tráfico de influência, falsidade ideológica e material e fraude processual.

 

BNwes/// Figueiredo

 

Postado em 12 de Set 2019 as 12 : 28 : 20

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados