Ligação Direta - Notícias
Salvador, 10 de Agosto de 2020

Prazo de resposta à pesquisa sobre condições de trabalho e estudo em meio à pandemia termina nesta sexta

Universidade Federal da Bahia

A UFBA ampliou até o dia 10 de julho, sexta-feira, o prazo para resposta à pesquisa sobre as condições reais de acesso à internet, dispositivos tecnológicos e capacidade de realização de atividades remotas dos servidores – docentes e técnico-administrativos – e estudantes da Universidade. Os questionários foram enviados para os e-mails de todos os membros dos três segmentos. A participação expressiva da comunidade é fundamental para a elaboração de uma proposta de retomada de atividades acadêmicas e administrativas eficaz, inclusiva e adequada à realidade da comunidade universitária como um todo. A participação registrada até o prazo inicialmente definido para o envio das respostas, 06 de julho, já foi significativamente maior do que a aferida na pesquisa anterior, realizada apenas com docentes e discentes.

A nova pesquisa já foi respondida por 15.209 estudantes, de um universo que supera os 48 mil - número bastante superior aos 12.537 que responderam ao questionário anterior. 

Em relação aos 2.790 professores da UFBA, 1.950 já responderam, bem mais que os 1.399 da primeira pesquisa. Entre os técnico-administrativos, do total de 3.078, 1.254 já enviaram as respostas. 

Diferente da pesquisa realizada em maio, o novo questionário é mais detalhado e identificado: cada estudante, técnico e professor recebeu um link individualizado através do e-mail cadastrado na UFBA. 

Com a extensão do prazo de envio das respostas, é importante que esses números sejam ampliados, para que as pesquisas sejam, ao máximo, representativas da realidade vivenciada pela comunidade da UFBA. Dessa forma, a Administração Central espera entender com mais precisão como estão as atuais condições de vida, trabalho e estudo da comunidade, que, certamente, sofreram alterações devido à interrupção da maior parte das atividades presencias da Universidade, imposta pela pandemia de Covid-19, desde o dia 18 de março.

Iniciativas de oferta gratuita de acesso à internet recentemente anunciadas pelo governo, embora positivas, contemplam apenas a realidade de uma parte dos estudantes, mas não de todos. A UFBA, por sua vez, não abre mão de buscar uma solução consistente e que inclua a todos, de modo a não aprofundar as já grandes desigualdades sociais atualmente existentes.

O levantamento de dados é uma ação da Administração Central, através das pró-reitorias de Ensino de Graduação (Prograd), de ações Afirmativas e Assistência Estudantil (Proae) e de Desenvolvimento de Pessoas (Prodep) e das a Superintendências de Educação a Distância (Sead) e Tecnologia da Informação (STI).

Fonte: Universidade Federal da Bahia

Postado em 10 de Jul 2020 as 12 : 23 : 46

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados