Ligação Direta - Notícias
Salvador, 19 de Janeiro de 2021

Vereador Fernando Calmon (PSD) acusa prefeito de Candeias de corrupção e nepotismo

 

 

Ao participar na manhã de hoje (18) do programa Ligação Direta da rádio Feliz FM 92,3 o vereador Fernando Calmon (PSD), acusou o prefeito de Candeias, Doutor Pitágoras Ipiapina (PP), de corrupção e nepotismo.

Segundo o vereador, que é presidente da CPI - Comissão Parlamentar de Inquerito que apura desvio de recursos municipais, o prefeito teria comprado respiradores para serem usados para pacientes do Covid-19, superfaturados.

O pedido da CPI foi feito pelo morador Marcelo Anderson Vilas Boas, que denunciou o gestor por suposto superfaturamento na compra de respiradores utilizados na covid-19. 

De acordo com o documento do morador, Doutor Pitágoras teria pagado mais de R$ 1,4 milhão por oito respiradores, ficando ao preço de R$ 175 mil cada equipamento. Enquanto isso, diz o vereador, a prefeitura de Salvador  teria comprado os mesmos respiradores ao preço de R$ 32 mil do mesmo tipo de respirador.

O verereador Fernando Calmon (PSD) acusou o prefeito, Doutor Pitágoras,  de omisso e conivente, por não ter exigido na justiça que os vereadores que estão negociando uma suposta propina de R$ 400 mil para não votarem contra o prefeito, digam que é a terceira pessoa da gravação do vídeo. 
" Uma coisa eu garanto, disse Fernando Calmon, não foi ninguém da comissão que presido".

 

Prefeito de Candeias testa positivo para o novo coronavírus ...

Prefeito de Candeias, Doutor Pitágoras, contratou falsos médicos

 

O Tribunal de Contas dos Municípios,  julgou procedente denúncia formulada por vereadores de Candeias contra o prefeito Pitágoras da Silva Ibiapina e a secretária de saúde, Soraia Matos Cabral, em razão de irregularidades na contratação de falsos médicos pelo município em 2017. 

O relator do processo, conselheiro substituto Antônio Carlos da Silva, imputou multa no valor de R$6 mil ao prefeito e de R$2 mil à secretária.

Também foi determinada a remessa do processo ao Ministério Público Estadual para instrução do inquérito em trâmite no órgão e a comunicação do fato ao Conselho Regional de Medicina da Bahia.

A entrevista foi conduzida pelo radialista Jorge Araúo, âncora do programa Ligação Direta.

 

Por Alberval Figueiredo

Jornalista

 

Postado em 18 de Ago 2020 as 10 : 24 : 45

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados