Ligação Direta - Notícias
Salvador, 19 de Janeiro de 2021

Reitor da UFBA condena portaria do MEC que propõe retorno das aulas em janeiro

O reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), João Carlos Salles, se manifestou contra, nesta quarta-feira (2), a portaria do Ministério da Educação determinando que instituições federais de ensino superior voltem às aulas presenciais a partir de 4 de janeiro de 2021. “Nossa universidade não colocará em risco a vida de nossa comunidade, nem deixará de cumprir, com autonomia, sua missão própria de ensino, pesquisa e extensão”, declarou Salles, em um comunicado obtido há pouco por este Política Livre.

Só nos cabe assim reiterar os termos de nossa Resolução nº 04/2020, que bem expressa nosso zelo e nossa responsabilidade acadêmica e institucional”, acrescentou o reitor baiano.

O texto da portaria diz, também, que as “práticas profissionais de estágios ou as que exijam laboratórios especializados, a aplicação da excepcionalidade”, devem obedecer as Diretrizes Nacionais Curriculares aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), “ficando vedada a aplicação da excepcionalidade aos cursos que não estejam disciplinados pelo CNE”. O documento do MEC estabelece, que, especificamente, para o curso de medicina, “fica autorizada a excepcionalidade apenas às disciplinas teórico-cognitivas do primeiro ao quarto ano do curso, conforme disciplinado pelo CNE”.

 

Reprodução: Política Livre

da Redação do LD

Postado em 02 de Dez 2020 as 19 : 06 : 00

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados