Ligação Direta - Notícias
Salvador, 05 de Dezembro de 2019

Estado confirma 0% de reajuste para os servidores em 2016

O governador Rui Costa (PT) confirmou não haver previsão para a concessão de aumento linear para o funcionalismo do estado em 2016. Segundo ele, o motivo é a crise econômica. "Atendi os principais sindicatos em dezembro e a todos fui muito sincero: não tem previsão de reajuste no orçamento (2016)", disse ele, durante o "café da manhã" com jornalistas realizado nesta segunda-feira, 21, no Palácio Rio Branco, em Ondina.

"O reajuste de 2015 custou R$ 500 milhões, mesmo pago em duas vezes. Mesmo ruim, mesmo dividido custou R$ 500 milhões para o cidadão que paga tributo", lembrou o petista, calculando que um reajuste linear em 2016, com base na inflação,  "não custaria menos do que R$ 700 milhões".

Ele explicou que, mesmo sem conceder reajuste, a folha de pagamentos do estado - que tem cerca de 267 mil servidores entre ativos e inativos - deve crescer entre 2% a 3%.

"Primeiro porque tem o anuênio. Só com o anuênio, a cada ano, chova ou faça sol, é 1% a mais (na folha). Professor, além do anuênio, tem o quinquênio. Por ano, recebe 5% (do salário) de anuênio; quando completa cinco anos, recebe mais 5%. Mesmo que não faça nada, recebe 10%. Ou seja, a folha tem um crescimento vegetativo muito grande, com as progressões de carreira, etc. Quer dizer, a folha vai crescer uns R$ 300 milhões mesmo que não conceda aumento em 2016", informou. 

Apesar de tudo, Rui tem esperança que o próximo ano será melhor que 2015. Ele confia que o governo federal consiga aprovar a CPMF e outros pontos do ajuste econômico no Congresso Nacional, o que melhoraria o cenário, na visão do governador.

Foto: Reprodução

Postado em 21 de Dez 2015 as 14 : 02 : 00

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados