Ligação Direta - Notícias
Salvador, 13 de Abril de 2021

Bolsonaro tem 'negligenciado o vírus de forma persistente', diz Rui em evento internacional

 

Bolsonaro tem 'negligenciado o vírus de forma persistente', diz Rui em evento internacional

 

Um dos convidados a participar do 18º Fórum Mundial de Ética nos Negócios - “Mudando Paradigmas em um Mundo Pandêmico: Como recuperar a confiança? Saúde, felicidade e ética”, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), usou sua apresentação para destacar o cenário nacional no âmbito da pandemia.

Rui defendeu que, para adquirir mais confiança, como propõe o título do evento, é necessário colocar as pessoas no centro das políticas públicas e lamentou que isso não tenha sido feito no Brasil.

"Aqui no estado da Bahia, nós temos buscado fazer isso, fazendo o maior investimento do nosso estado em saúde pública. São 25 policlínicas regionais, 10 unidades hospitalares novas apenas no meu mandato, mas no plano nacional infelizmente não temos a mesma postura", criticou durante o evento transmitido ao vivo, no Youtube, na manhã desta quarta-feira (7).

Além de Rui, o evento contou com representantes de diferentes países, em uma realização da International Association for Humans Values (IAHV), fundada pelos líderes humanitários Sri Sri Ravi Shankar e Dalai Lama. A organização tem caráter educacional, social e humanitário, e atua por meio do trabalho voluntário em mais de 155 países.

Ao discursar, o governador petista apresentou alguns indicadores da pandemia no Brasil. "O Brasil vive uma tristeza muito grande, só ontem foram 4.195 óbitos, já passamos de mais de 330 mil mortes e esse número está muito acelerado, com taxa de ocupação de 80%, 90% em alguns estados", frisou.

A Bahia é um desses exemplos. Atualmente, o painel de acompanhamento da pandemia feito pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) aponta taxa de ocupação em 83% nas UTIs Covid. Mas esse índice já foi pior, o que fez diversas cidades, como Salvador, passarem por mais de um mês com restrições ao comércio. 

Na capital baiana, por cinco semanas apenas os estabelecimentos ligados a serviços essenciais puderam funcionar normalmente. Com a flexibilização ocorrida agora, as atividades econômicas vêm sendo retomadas, com horários e dias de funcionamento escalonados 

VACINAÇÃO NO BRASIL

Ao longo de sua apresentação, o governador também mencionou a lentidão na campanha de vacinação e os entraves feitos pelo governo federal. Em mais essa oportunidade, ele teceu críticas à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que ainda não concedeu autorização para a importação de doses da Sputnik V, imunizante russo contra a Covid-19 .

"A agência reguladora brasileira, Anvisa, que é um órgão do governo federal, ainda protela e adia a compra dessas vacinas". (...) E o pior, já que estamos discutindo ética, confiança, infelizmente também conhecemos o pior do papel de empresários, políticos. Pra nossa tristeza, a Câmara Federal ontem aprovou um projeto de lei que permite aos ricos que se vacinem antes dos pobres, o que, infelizmente, vai na contramão do que é a história da saúde pública brasileira", destacou o governador.

Ele pontua que o projeto ainda vai passar pelo Senado, mas já gera repercussões e questionamentos sobre quais empresas vão querer associar sua imagem e responsabilidade social à compra de imunizantes para que a população rica seja imunizada antes das demais pessoas. Na Câmara, o texto-base do projeto foi aprovado, com a permissão para que as empresas vacinem seus funcionários antes mesmo do governo federal ter imunizado todos os públicos prioritários.

 

BNotícias/// Figueiiredo

Postado em 07 de Abr 2021 as 13 : 06 : 20

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados